Crítica a Tum Tum feat da Francinne e Wanessa Camargo

Feat entre divas é uma coisa que a gente adora, conveniamos... Atualmente esta tática de hitar músicas até que está sendo muito utilizada, mas ainda não cansou a geral. Por sorte a Wanessa está conseguindo lhe dar com essa pré-saturação de feats e lançou a tempo mais um para sua carreira: com a Francinne para a música Tum Tum.

O que podemos dizer sobre essa música? E sobre o clipe? Fica mais um pouco que após a foto divulgação deste post eu falo sobre. Neste momento me senti idiota ao escrever o nome infantil dessa música.


Juro por Deus que me senti infantil escrevendo Tum Tum. O nome desta música parece coisa de criança minha gente! Que mico Wanessa! Eu não sei quem é essa Francinne, mas dona Uanessa, a senhora está velha pra cantar música de Tum Tum, Piuí-Piuí ou o que seja... Antes fosse Boom Boom, pelo menos fazia mais sentido a ideia do 'som', da parte do corpo.

A letra da música nem é tão ruim quanto o nome, mas temos que criticar que é apelona e coloca a palavra 'bumbum' no meio para vender a qualquer custo. Além de não ser criativo, por que nós já temos a Gloria Groove com seu Bumbum de Ouro, a Aretuza Lovi que Joga a Bunda e até mesmo o Bumbum no Ar - parceria da Wanessa com a Lia Clark que já referenciam essa parte tão cobiçada do corpo humano.

O clipe tenta ser bom. Tem uma proposta boa... Mas ao passo que se antecipa em fazer algo grande, se precipita em perder pelos pequenos detalhes. Uma interação aqui e ali entre a Wanessa e a Francinne, na coreografia entre os dançarinos ou mesmo nos efeitos de luzes que poderiam explodir em cena, mas não acontece.

A edição também peca na hora da bridge da música. Colocaram um speed ali para acelerar o passo da Wanessa e Francinne mas ficou duro e robótico. Podia ter deixado mesmo a cantoras swingarem no ritmo original.

Tenho certeza de que a produção do clipe foi maior que o resultado final. O que temos em mãos são apenas 03 cenários distintos e uma câmera girando para um lado e outro deixando a gente tonto. Mas se analisarmos o conteúdo em si, temos dançarinos bem caracterizados, um cenário underground bem psicodélico e duas divas pops querendo hitar no mercado brasileiro.

Não conheço a cantora Francinne, mas gostei do porte no clipe e de como ela conseguiu crescer no vídeo ao ponto de se igualar a Wanessa. Pena que em alguns momentos falta carão e dá pra perceber que ela tava cansada daquele dia de gravação. A edição poderia ter valorizado mais ainda a cantora se tivesse bem alinhada a direção do vídeo. Quanto a voz padrãozinha da Francinne, ainda achei melhor que a pseudocantora Lary que fez feat com a Aretuza e Valesca Popozuda.

Boa sorte a Francinne! Tem chance de hitar.
Se gostou desta publicação e curte os artistas aqui citados, compartilha com seus amigos e segue este blog nas redes sociais. Aqui tem o conteúdo mais pop da internet. Continue acessando!!!

Comenta aí...

Compartilhe

Olha isso...

Anterior
« Mais posts
Proximo
Outros posts »