The Sun faz análise de Rebel Heart álbum da Madonna


Há exatos dois anos atrás o conceituado tabloide britânico The Sun fez uma análise de "Rebel Heart" último álbum da Madonna, décimo terceiro da carreira da rainha do pop. Segundo esta análise, o álbum da Madonna recebeu 5 estrelas e foi considerado "O melhor álbum da Madonna em 17 anos".

Veja o que disseram sobre cada algumas das canções de "Rebel Heart".

1. Rebel Heart

Surpreendentemente, a brilhante faixa-título – o meu momento favorito do álbum. As letras são autobiográficas – e ela admite ser uma “narcisista” e “provocadora”. O primeiro verso é o meu momento lírico favorito: “Eu vivo minha vida como uma masoquista. Ouvia meu pai dizer: ‘eu te avisei, eu avisei. Por que você não pode ser como as outras meninas?’, eu disse: ‘Ah não, isso não é comigo. E eu acho que isso nunca vai ser.”

2. Wash All Over Me

Uma canção incrivelmente poderosa e emocionalmente traumática, finaliza a versão standard do álbum, com um intenso órgão de igreja com modernas batidas. Madonna olha para o seu lugar no mundo: “Em um mundo que está mudando, eu sou um estranho em uma terra estranha.” Ela também fala sobre “fugir de toda essa loucura”.

3. Body Shop

Um dos momentos mais experimentais, é uma canção completamente alegre e forte concorrente a single. Há uma influência oriental e versos em ritmo acelerado, fundidos perfeitamente com batidas. Ao contrário da maioria das letras profundas do álbum, Madge tem algum divertimento aqui. “Você pode polir os faróis. Você pode começar a ignição”, ela canta alegremente.

4. Ven Vedi Vici

“Eu vim, eu vi, eu conquistei” Madonna canta com um divertido olhar sobre a sua impressionante carreira. Em versos que fazem referência a algumas de suas famosas canções mais antigas, ela explica como está impactada com a cultura pop, como “eu me expressei, vim como uma virgem até o altar. Expus minha bunda e fiz isso com um sorriso. E quando se trata de sexo, eu sei que andei no incerto. Quando fiz uma pose, todos os gays perderam a cabeça. Eu vi um raio de luz. A música salvou a minha vida.” A participação de NAS é brilhante e prova que ele está nas paradas com seu próprio mérito.

5. Heartbreak City

Isso é como você escreve e executa uma boa balada sobre separação. Madonna soa furiosa. Os vocais estão excelentes e cresce com um coral ao fundo. “Me corte ao meio. Me fodeu um pouco. Você disse que eu era a sua rainha. Eu tentei lhe dar tudo. E agora você quer a sua liberdade. Você tem o que procurava, um pouco de fama e fortuna. E agora eu não sou mais necessária.”

6. S.E.X.

Madonna mostra porque desprezou tanto o 50 Tons de Cinza com sua própria declaração ao sexo que deixaria a escritora El James com vergonha. Sua “lição em sexologia” inclui algemas, vendas nos olhos, saltos altos, perfume, meia arrastão, cintos de couro, meia calça, lenços de seda e, hum, uma barra de sabão. Ah, e há também o som de uma mulher, que presumo ser Madge, fazendo amor…

7. Messiah

A balada mais tradicional do álbum tem similaridades com a brilhante You’ll See. Há uma impressionante parte de cordas e uma simples produção em comparação as outras. É uma das cinco canções feitas por Avicii.

8. Best Night

O top DJ Diplo trabalhou com Madonna nessa calma canção que fala sobre um caso de apenas uma noite. O destaque fica quando Madonna fala sobre o fenômeno das sex tapes. Ela sussurra sedutoramente “Renda-se ao prazer quando respiramos juntos. É agora ou nunca. Não há fitas de sexo diante das câmeras. Só você e eu juntos.”

9. Holy Water

Uma da quatro canções co-produzidas por Kanye West. Sua influência é imediatamente evidente com Yeezus aparecendo na letra. A base instrumental é bastante moderna e há ainda uma atrevida referência a Vogue.

10. Inside Out

Sim, Madonna definitivamente ainda ama sexo – ou “a mais pura forma do êxtase” como ela descreve na canção. Erotismo e romance se colidem aqui. “Eu quero te amar de dentro pra fora”. Depois ela deixa claro que a canção é na verdade mais sobre revelar os seus sentimentos mais profundos ao seu amante. Ela canta “Toda cicatriz que você tenta esconder. Cada canto escuro de sua mente. Me mostre os seus e eu lhe mostro as minhas”.

E aí, dá pra concordar com essa análise do Rebel Heart?
Se gostou desta publicação e curte os artistas aqui citados, compartilha com seus amigos e segue este blog nas redes sociais. Aqui tem o conteúdo mais pop da internet. Continue acessando!!!

Comenta aí...

Compartilhe

Olha isso...

Anterior
« Mais posts
Proximo
Outros posts »