Girls e o desafio do seu primeiro álbum

Ani Monjardim, Bruna Rocha, Caroline de Almeida, Jeniffer Nascimento e Natasha Piva tiveram o sonho, o desejo de se tornar as novas popstars brasileiras e formar a mais pop girlband da atualidade. Elas conseguiram, formaram o grupo Girls. Lançadas no programa Fábrica de Estrelas e lapidadas no estúdio Midas com o genioso Rick Bonadio, o mesmo produtor do Rouge. Gravaram o CD “Girls”, emplacaram os sucessos “Monkey See, Monkey Do” e “Acenda a Luz” o qual ganharam clipes muito bons, mas o grupo chegou ao fim. Daí fica a pergunta clássica: flop? Eu digo que não!

O grupo Gils surgiu num momento em que os brasileiros fãs de música pop estavam órfãos de um grupo desse estilo de música. Desde o fim do Rouge, ficou um vácuo no pop brasileiro criado pela ausência de artistas grandes que representassem. E esse foi um dos principais desafios da banda: não andar ser reconhecidas como “as novas Rouge” e cair na mesma vala que o Rouge caiu: o de banda infantil. Talvez seja por isso que o Rick Bonadio apimentou as letras das músicas do álbum “Girls”. Que por sinal tem o potencial de concorrer com o pop mundial.


O álbum “Girls” tem músicas em alta qualidade, batidas perfeitas e letras com atitude. A maioria das músicas são eletrizantes, algumas com a pegada reggaetown, letras falando do mundo pop com Madonna, Lady Gaga, Gisele Bündchen, e outras arriscando versos em inglês. “Monkey See, Monkey Do”, “Shake Shake”, “Ramon”, “Acenda a Luz” e “Guerreiras” são as melhores músicas do álbum, mas “Girls” mantém um padrão de qualidade alta do início ao fim.

O álbum não deve ser considerado flop. Ele possui a fórmula mágica de se tornar hit. O problema é que elas investiram seus esforços nesse sonho, mudaram suas vidas para construir essa realização, porém tiveram de sofrer a dor do fim, o mesmo fim que sofreu o Rouge: pela falta de investidores, publicidades e também o olho gordo da Globo, por que não? Afinal: “Who is like the beast and who can fight against the beast?”

As meninas sofreram a dor de não poder sustentar um projeto grandioso só com os ganhos de shows e vendas de CD’s. Como disse o Popline: “Jogaram o produto sem que o público soubesse o que era. Faltaram ações, investimentos, levar essas meninas para pocket shows em festas e baladas com concentração de formadores de opinião. Afinal, não dá para uma banda se segurar com referência única de um reality show de TV a cabo”. Esse foi o problema!

O Girls teve sua história igual o seu único álbum: com qualidade, cheio de atitude, bom do início ao fim e terminando como “Guerreiras”, fazendo jus a canção que diz passa uma mensagem de motivação para que elas acreditem em seus sonhos, sigam lutando e não desistam jamais.

Post retirado do Tumblr: Albuns Of My Life! Conheça-o!
Se gostou desta publicação e curte os artistas aqui citados, compartilha com seus amigos e segue este blog nas redes sociais. Aqui tem o conteúdo mais pop da internet. Continue acessando!!!

Comenta aí...

Compartilhe

Olha isso...

Anterior
« Mais posts
Proximo
Outros posts »