Ouça as versões originais das músicas do Rouge


Há mais de 10 anos o grupo Rouge surgiu na indústria do pop dominando o cenário brasileiro com músicas, danças, shows que o Brasil nunca tinha visto antes e seus sucessos permanecem até hoje, sustentados por seus fiés fãs que criaram o legado de melhor girlband brasileira. Hoje, o Rouge de fato não é mais um grupo, mas a esperança de cada um aumenta o sonho e o desejo do retorno dessa banda ao topo das paradas nacionais e internacionais, e esse sonho está prestes a acontecer...

Para relembrar um pouco o sucesso do Rouge e especular o que pode vir por aí, o Arquivo POP dessa semana fez um apanhado de músicas que serviram de inspiração para criar o perfil musical do Rouge e que embalaram os corações dos fãs durante todo esse tempo, ao longo desses 10 anos de história e quatro álbuns lançados. Trata-se das versões originais de algumas das músicas que o Rouge gravou em português para a nossa alegria.

Músicas do Rouge que todos conhecem por "Ragatanga", "Não dá para resistir" e "Um Anjo Veio Me Falar" são releituras de canções internacionais de grandes artistas que foram cedidas para compor o quadro de faixas dos álbuns "Rouge"(2002), "C'est La Vie" (2003), "Blá, Blá, Blá" (2004) e "Mil E Uma Noites" (2005) e agora você poderá ouvir e cantar uma a uma em suas versões oficiais ou mesmo aproveitar para mandar ver o português em cima dos idiomas originais.


"Não Dá Pra Resistir" (Irresistible - Nikki Cleary)
A primeira música de sucesso do Rouge foi "Não Dá Pra Resistir", apresentada para as meninas que estavam participando do reality show POPSTARS do SBT, esta que foi decisiva para eleger as campeãs do programa e formar o melhor grupo de música pop do Brasil. A canção original pertence a Nikki Cleary e se chama "Irresistible".

"Ragatanga"- (Aserejé - Las Ketchup)
O fenômeno internacional da música "Aserehe ra de re de hebe tu de hebere seibiunouba mahabi an de bugui an de buididipi" que muitos invejosos acharam que era uma invocação demoníaca, mas que pelo contrário, foi uma benção na vida do Rouge, é uma versão muito mais animada e pop da música "Aserejé" do trio Las Ketchup e deixou todo mundo por aqui possuído pelo ritmo "Ragatanga". 

"Beijo Molhado" (Strawberry Kisses - Nikki Webster)
O terceiro single do álbum "Rouge" (2002) foi o hit "Beijo Molhado" que é uma versão brasileira da música "Stramberry Kisses" da pequena popstar Nikki Webster, a molequinha que é a cara da música pop dos anos 90 e seus hits são mais pop do que muitos que ouvimos cantoras mais velhas cantarem por aí... Deve ser por conta dela que muitas crianças curtiram o Rouge naquela época. Será?

"Nunca Deixe de Sonhar" (El Poder De Los Sueños - Bandana)
O hino "Um Anjo Veio Me Falar" que uniu os fãs do KLB aos fãs do Rouge em uma canção épica foi gravada primeiramente pela girlband internacional Bandana que assim como o Rouge, também venceu o reality show POPSTARS, só que na Argentina. O hit gravado por elas chama-se "El Poder De Los Sueños" e não tem participação de nenhum grupo masculino, mas nem por isso deixa de ser uma linda canção.

"C'est La Vie" (C'Est La Vie - B*Witched)

No segundo ano do Rouge, o segundo álbum do grupo chamado de "C'est La Vie" também ganhou uma faixa com o mesmo título e esta também é uma releitura em português de uma das músicas do grupo B*witched, que já tinha gravado uma canção com o mesmo título.


"Me Faz Feliz" (Heavenly - Nikki Webster)

Olha ela aí mais uma vez. A pequena Nikki Webster mostrando que é enorme em talento ao gravar a animada "Heavenly" que deu origem ao segundo anjo do álbum "C'est La Vie" (2003) do Rouge a canção "Me Faz Feliz", que tanto nos fez feliz durante todos esses anos com "Vem meu anjo do céu, me faz feliz".

"Quando Chega a Noite" (Llega La Noche - Bandana)

Uma das músicas mais dançantes do Rouge é "Quando Chega a Noite", onde a Karin coloca todo seu potencial vocal para nos dar uma injeção de energia e nos fazer dançar, deixando o amor dar a direção, abrindo as asas e o coração... também é uma versão de uma das músicas da girlband Bandana, que chama-se "Llega La Noche".

"Um Anjo Veio Me Falar" (Angel In My Heart - Jump5)

Um dos hits mais famosos do Rouge é a música "Um Anjo Veio Me Falar" presente no segundo álbum "C'est La Vie" (2003). A música original "Angel In My Heart" foi gravada pelo quinteto Jump5, que além dos vocais femininos, conta com harmoniosos vocais masculinos.

"Eu Quero Fugir" (Runnaway - The Corrs)

Uma balada romântica tão bonita quanto a música "Eu Quero Fugir" merecia um clipe tão bem feito quanto o de "Runnaway" versão original dessa canção, gravada pela espetacular banda The Corrs, composta por três irmãs e um irmão, irlandeses pertencentes a família Corrs.

"Delírio" (Delirious - Rosette)

Mais dançante e mais pop do que a versão original, "Delírio" surgiu da canção "Delirious" da musa Rosette Luve. A versão original tem uma batida mais hipo hop e com a voz de Rosette, a música se torna mais sensual, que claro, deve levar um ao delírio.

"Vamos Mudar O Mundo" (Cambiar El Mundo - Mambrú)

Gravada por uma boyband latina americana, a canção "Cambriar El Mundo" é a versão original da emocionante "Vamos Mudar O mundo" gravada pelo Rouge e que fecha com chave de ouro o álbum "C'Est La Vie". A canção dos caras é tão incrível quanto a do Rouge. Ouça! Você "vai ver com outros olhos, magia em toda parte".

"Pá, pá, lá, lá" (Algo Tienes - Paulina Rubio)
Que a canção "Pá, pá, lá, lá" é uma das mais dançantes do álbum "Blá, Blá, Blá" (2004) todo fã do Rouge já sabe, mas que ela consegue ficar mais incrível na voz da espetacular Paulina Rubio como a canção "Algo Tienes" isso é quase um tabu. A cantora mexicana lançou no mesmo ano um clipe fantástico para essa canção, dá até vontade de ver o Rouge fazer algo parecido.

"Vem Dançar" (Let's Dance - Nikki Webster)

Com um ritmo mais latino e um pouco mais velha que nas gravações anteriores, Nikki Webster gravou a música "Let's Dance", título de seu álbum e lançou um clipe da canção, com isso, o Rouge aproveitou a batida e gravou com muito mais gás e energia a música "Vem Dançar" que fez muito fã dançar até suar.

"Se Liga, Se Toca" (Chooza Looza - Maria Willson)

Um pop rock de vez em quando vai bem, com o Rouge é sempre excelente. A punk "Se Liga, Se Toca" gravada com muita atitude e que faz o mesmo estilo de música gravada por Avril Lavigne é uma versão de "Chooza Looza" da rockeirinha Maria Willson. Então se liga e se toca, ouve essa canção!

"Como Na Primeira Vez" (Como Me Dejas Asi - Nikki Clan)
Sucesso da banda mexicana Nikki Clan, a música "Como Me Dejas Asi" tem a mesma melodia da linda canção "Como Na Primeira Vez", faixa que tocou o coração dos fãs do grupo Rouge que adoram o álbum "Blá, Blá, Blá". Na descrição do CD consta que a música original é "No More Violins", ainda não temos informações mais precisas, mas vale conferir o hit da Nikki Clan.


"Me Leva Contigo" (I Want You To Want Me - Solid Harmonie)
Da época das Spice Gils e no estilo da girlband inglesa, as meninas do Solid Harmonie gravaram o hit "I Want You To Want Me" que foi a grande inspiração do Rouge para gravar a primeira faixa do álbum "Mil E Uma Noites" nomeada de "Me Leva Contigo". Essa canção que carrega um trecho que diz "Me leva contigo sem se arrepender e fica mais perto de mim" já premeditava o pedido do grupo para não esquecê-las, já que o fim estava próximo.

"O Amor É Ilusão" (Torn - Natalie Imbruglia)

Hit mundial, a canção "Torn" de Natalie Imbruglia ganhou um coro mais forte ao ter uma versão em português gravada pelo Rouge. "O Amor é Ilusão" é uma das faixas mais bonitas do álbum "Mil E Uma Noites" e que não perde em nada para a versão original gravada pela cantora americana.


Já dizia um velho ditado, "nada se cria, tudo se copia", mas no caso do Rouge, esse ditado ficaria melhor se fosse "nada se copia, tudo se reinventa", pois foi isso que o grupo formado por produtores, compositores, músicos e as cantoras Karin Hils, Aline Wirley, Lissah Martins, Fantine Thó e até mesmo Lu Andrade, fizeram com muito louvor.

Eles conseguiram reinventar e inovar canções que antes foram desconhecidas para nosso povo, em hinos nacionais pop para os maiores fãs desse ritmo no Brasil: os fãs da música Rouge, aqueles que estarão com elas onde quer que forem e o que quer que cantarem. Os mesmos que acreditam fielmente no retorno triunfante do grupo. E esse retorno há de se realizar porque afinal tudo é Rouge.

Se gostou desta publicação e curte os artistas aqui citados, compartilha com seus amigos e segue este blog nas redes sociais. Aqui tem o conteúdo mais pop da internet. Continue acessando!!!

Comenta aí...

Compartilhe

Olha isso...

Anterior
« Mais posts
Proximo
Outros posts »